Sexta-feira, 27 de Setembro de 2013

Eu queria votar

 

 

 

 

 

Eu queria votar mas esse direito, que foi conquistado com sacrifício da vida de tantos, está agora de novo comprometido.

 

Podem questionar-se, de alguma forma incrédulos:

 

- Mas de alguma forma o impedem de exercer esse direito?

 

- Mas alguém o condiciona de forma a por em causa a sua própria integridade?

 

Numa primeira resposta surgiria o “não” e esse “não” desmobilizaria qualquer reflexão consequente sobre o tema ou levaria mesmo à acusação, que muitos fazem sem saber do que realmente se trata, de populismo.

Vejamos então…

 

Como não pensar assim se os políticos prometem na campanha o que esquecem logo em seguida? E não me digam que é por desconhecerem a verdadeira situação do país ou da autarquia a que se candidatam. Não é verdade, pois muitos deles foram vereadores, líderes da oposição, deputados, logo com acesso à informação.

 

Como não pensar assim se surgem nos programas eleitorais um conjunto de banalidades que não denotam arrojo, imaginação, inovação, carácter e estratégia política para um povo, para uma autarquia ou povoação?

 

Como não pensar assim se alguns desses mesmos programas defendem agora a construção de equipamentos ou soluções às quais esses políticos sempre se opuseram?

 

Como não pensar assim se as prioridades assumidas vão para a construção de equipamentos não estratégicos, que nos levarão a mais dívida pública e menos investimento na educação? Aliás a área da educação é omissa em alguns dos programas eleitorais.

 

Como não pensar assim se nos deparamos com um aparente consenso em torno da necessidade da caridade e do apoio social em detrimento do desenvolvimento e da criação de emprego? Alguns lembrar-se-ão dos “pobres de estimação” a que muitos gostariam de regressar para sossegar as suas almas mas que a todos nos voltaria a envergonhar.

 

Como não pensar assim se num debate sobre um dos órgãos mais importantes de uma autarquia, a Assembleia Municipal, surge constantemente a afirmação da necessidade de consenso, colaboração, unanimismo, em detrimento de fiscalização. Era aliás visível o desconforto de alguns com essa questão, como se não fosse a função mais nobre deste órgão em que as várias sensibilidades de uma população se devem conjugar.

 

Mas teremos de ser pragmáticos e a abstenção só beneficia quem quer mal à democracia mesmo que aparentemente a defenda com “unhas e dentes”.

Eventualmente, fazendo um exercício de análise cuidada dos programas eleitorais, faremos um exercício de pedagogia da verdade, do valor e da competência levando os que, da política se aproveitam, a pensar um pouco mais em como se devem apresentar ao povo que deveriam servir. Sim porque de serviço público se trata.

 

Confesso que das cinco propostas apresentadas três me pareceram ser de não levar a sério ou pela quase total ausência de programa, ou pela constituição das equipas propostas ou ainda pelas promessas que não coincidem com as práticas dos seus defensores.

Restam duas que, apostando em campos politicamente opostos, se poderiam complementar se juntássemos a ténue réstia de inovação de uma com a valorização da cultura de outra.

Por isso, eu queria votar e, quanto mais não seja para honrar os que me ofereceram no passado esta possibilidade e não por aqueles que agora me oferecem balões, canetas, leques e estojos vários, irei fazê-lo, com a responsabilidade de estar informado tanto quanto o sistema e a inteligência política dos vários atores permite.

 

Mas como eu, muitos deviam lembrar aos políticos que nos devem a honra deste voto.

publicado por politicar às 18:36
link do post | comentar | favorito
|

.Blog de opinião política

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30


.artigos recentes

. Eu queria votar

.arquivos

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Setembro 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.tags

. todas as tags

.ligações

blogs SAPO

.subscrever feeds