Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2007

Separar o Trigo do Joio

Para quem eventualmente pusesse em causa a estrita função opinativa do post anterior e o quisesse transformar em algo de pessoal ou anti clerical deveria ter ouvido com a atenção que dispensei, a entrevista a D. Januário Torgal Ferreira  (Bispo das Forças Armadas) à Antena1 na passada semana.

Se já tinha admiração por tal membro da Igreja ela subiu consideravelmente após tal audição.

Ficaram bem patentes duas ideias fundamentais:

 

- em nome da Igreja, de Jesus Cristo e da Dignidade Humana, os muitos homens e mulheres, bispos padres e leigos, missionários e crentes têm tido um papel fundamental na promoção do Homem e da sua dignidade, no apoio aos mais fracos, aos mais pobres e aos mais desfavorecidos.

Veja-se a propósito exemplos como o Ex Bispo de Setúbal, D. Ximenes Belo, Madre Teresa ou o Padre Flausino que arriscavam a sua vida, tiravam da sua boca para dar aos mais pobres, cavavam terra para dar de comer, corriam risco de vida a defender os mais fracos, orgulhavam-se da sua acção e de cada um dos seres humanos que conseguiam ajudar. Recusavam a ostentação, o comezinho e faziam do seu exemplo a chama que mantinha e chamava para a fé muitos seres humanos

 

- em nome da Igreja muitos dos seus elementos mantém status e vidas acima de toda a miséria humana, afastam-se dela como o diabo da cruz, envergonham-se de usar a nomenclatura e os hábitos do sacerdócio, ignoram a pobreza, rodeiam-se de cortes e de faustosa vida, de carros e palácios, não tem tempo ou vontade para levar a mensagem aos hospitais, aos famintos, aos que morrem de sida, de drogas e outras misérias humanas.

Abrem a porta à colaboração dos que não seguem os conselhos da Deus e as leis da Igreja, rejeitam os que o fazem mas que não tem posição económica ou social, corroboram com práticas de discriminação social e humana, imiscuem-se em áreas da vida política reservadas a outras instituições do Estado.

Identificam-se com o papel da Igreja no Estado Novo e reagem corporativamente à mudança.

 

Grande homem este da Igreja que sabe ter o distanciamento, a inteligência, a humildade e a coragem do seu lado e acima de tudo sabe estar do lado certo - o de Deus!

publicado por politicar às 00:03
link do post | comentar | favorito
Domingo, 2 de Dezembro de 2007

Perder privilégios? Nunca...

Nos últimos tempos grande tem sido a preocupação da Igreja Católica sobre como não perder a pouca influência que tem na sociedade e reparem que eu escrevi influência e não privilégios , palavra certamente mais relacionada com tal preocupação.

Bispos que se reúnem para enviar "recados" ao governo de uma nação eleito por votação conforme todos os preceitos democráticos; representantes do Vaticano que, em solo português, aquando das cerimónias de Fátima, tecem considerações de ataque às políticas do nosso país; padres comentadores que questionados sobre a matéria dizem que "a carapuça serve a quem a enfia" ; reacções mais ou menos estrebuchentas sobre as dificuldades que a Igreja tem em fazer valer as aulas de EMRC e a Catequese num ambiente em que é possibilitada a livre escolha a alunos e encarregados de educação como se isso apenas se devesse às políticas de apoio às famílias do governo; reacções de extrema intolerância e arrogância quando o estado chama a si a gestão de instituições em que crianças eram maltratadas por membros da Igreja ou sobre a intenção de terminar com alguns privilégios que esta instituição tem granjeado à custa do dinheiro dos contribuintes.

Enfim tal é o rol de disparates que parece ter distraído os membros desta instituição da sua tarefa fundamental.

Mais acção e menos privilégio trariam certamente muito mais fiéis à Igreja que deveria estar sempre e exclusivamente ao serviço do próximo principalmente quando o próximo é o mais pobre e desacompanhado socialmente.

Talvez uma leitura cuidada da Constituição da República e da Biblia contribuisse...

publicado por politicar às 22:56
link do post | comentar | favorito

.Blog de opinião política

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30


.artigos recentes

. Separar o Trigo do Joio

. Perder privilégios? Nunca...

.arquivos

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Setembro 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.tags

. todas as tags

.ligações

blogs SAPO

.subscrever feeds